A CUBA DE CHANEL

No dia 03 de maio de 2016 a marca de moda francesa Chanel desfilou sua coleção Cruise 2016/17 pelo Paseo del Prado em Havana, que além de modelos internacionais o desfile trouxa a presença de personalidades e celebridade para a capital cubana.

Mas o que isso tem haver com viagem?

Acredito que o mundo caminha entrelaçado e provocam tendências de consumo e lifestyle. A moda é uma grande difusora dessa ideia, portanto quando uma clássica marca francesa resolve desembarcar em Cuba, um país que abriu suas fronteiras recentemente para “coisas” do capitalismo, pode ter certeza que será o novo sonho de consumo dos viajantes.

Mas voltando a falar um pouquinho sobre moda, li em uma página na internet que Che Guevara estaria se revirando no tumulo diante desse acontecimento, e eu me atrevo a dizer que só estaria se revirando se tivesse muito mal gosto, porque diante de tanta beleza (digo de moda, cultura, música e lifestyle) não tem como ficar decepcionado. O desfile mostrou a identidade de um povo, que digamos que contagia.

Cuba pode já ter passado por sua mente pelo mistério de um regime fechado e agora passa a ser desejo por sua cultura, povo e belezas. Pois nos últimos meses o país recebeu algumas visitas importantes, como o presidente americano Obama, o Papa líder religioso da igreja católica e até mesmo o show da banda Rolling Stones.

É pessoal Cuba está mudando, e esperamos que não perca sua essência.

Já foi para Cuba? Conte para nós como foi?

CONHEÇA O DUBBI

Quer tirar dúvidas com gente como a gente sobre suas viagens, pedir dicas e ainda poder ser um Viajante Expert?

200xNxlogo.png.pagespeed.ic.4UeUZDecHr

Então você precisa conhecer o Dubbi (palavra de origem italiana para dúvidas)! Plataforma que foi idealizada por amigos que em um Mochilão deixaram de conhecer um local mais incríveis da terra, no caso Cinque Terre, pois haviam perdido o roteiro de viagem deles e não lembravam o nome do local. Assim idealizaram a plataforma para que fosse um local colaborativo para experiências de viagens.

Ok, mas como funciona? É simples pessoal! Para quem está acostumado e utilizar outras plataformas como a Mochileiros o Dubbi tem um visual muito mais agradável e fácil comunicação, e posso dizer o que mais gosto de verdade? Não tem o rótulo que as pessoas criam nas mentes delas que tipo você é mochileiro, viajante e turista; porque eu odeio esses rótulos que em muitos lugares colocam sobre cada estilo de viajante. Sou a favor de conhecer o mundo independente do estilo, pois as vezes queremos conforto, as vezes aventura, entre outros.

O Dubbi além de ser uma plataforma para pesquisa sobre viagem, também considero uma rede social para amantes de viagem, porque compartilhamos fotos que gostamos, dicas e tudo mais

Uma outra coisinha que acaba criando um vicio no Dubbi é o ganho de medalhas, mas como que ganha?

Toda vez que a gente faz alguma atividade do site, interagindo com outros viajantes vamos ganhando Kms e dai quando você chega em determinado nível você passa de estágio, como o meu atual: Ajaw (Líderes Maia na conquista da América Latina).

dubbi

Vem conhecer a rede, clique aqui

E me segue lá! Thaís Beraldo 

ADEUS URUGUAI

Toda vez que vou embora de um lugar que estou conhecendo bate certa angustia, um medo de não poder ver novamente, é um sentimento de saudade que nunca passa.

A vontade de conhecer o Uruguai era tão grande, que ao mesmo tempo existia o medo de me decepcionar e que a magia desaparecesse. Mas o que se faz quando depois de alguns dias, se sente pertencente a um local e um amor tão grande, quase impossível de explicar?

IMG_5648

Onde a magia da Casa Pueblo lhe faz respirar a arte e se sentir agradecido de poder estar naquele lugar; onde o balanço das rodas sobre as dunas de Cabo Polônio se faz refletir como o mundo é belo e que o horizonte é um pressagio do futuro; onde o por do sol hipnotiza e rebate os sentimentos mais profundos; onde as pessoas passam com uma calma por sua vida, como as marolas do Rio da Plata; onde as refeições se transformam em verdadeiros rituais de contemplação da união de culturas; onde as ramblas se faz viver dentro de um romance dos mais belos; onde mistérios da história se escondem nas paredes de seus castillos; onde em uma Playa Brava surge Los Dedos renascendo para o amanhã; onde simplesmente observar o cultivo do fruto da bebida dos deuses pode ter efeitos arrebatadores na memória; onde o ritmo do candombe te faz aguçar os sentidos; onde o centenário te tira o folego com e arde a garganta pela ânsia pelo gol; onde a paixão por esse país faz um artista virar o mapa de ponta cabeça para mostrar que seu Uruguai é o mais importante; mas onde tem a alavanca que faça o tempo parar para reviver tudo isso?

Só sei que como Mijuca, “eu não sou pobre, eu sou sóbrio, de bagagem leve. Vivo com apenas o suficiente para que as coisas não roubem minha liberdade” e que eu possa conhecer novos e reviver todos os momentos que se transformam em sonhos em minhas memórias.

2016-01-04 22.01.00-1

DIÁRIO DE VIAGEM: PUNTA DEL ESTE – NONO DIA

Dia de acordar cedo fazer as malas e ir embora da Casa Bikini, mas não de Punta del Este.

Quando estávamos pesquisando a nossa estadia em Punta, ficar mais um dia na Casa Bikini iria ficar muito acima do nosso target, pois o valor quase duplicava, assim fomos em busca de novos hotéis/hostels/posada. Depois de muitas pesquisas encontramos o Gin Kovas, cerca de 5 minutos da Casa Bikini, que não tem nada do glamour da Casa Bikini, mas é um lugar para quem tem uma margem pequena para gastar em Punta e se também estiver de carro.

casa 10

Depois de nos acomodarmos no Gin Kovas, partimos para conhecer mais um pouco de Punta del Este, como o famoso porto e as redondezas.

gin kovas ___Caminhamos por ali, para ver os barcos e também os lobos marinhos, na verdade vimos apenas um animalzinho.

punta del este_

punta del este

punta del este__

punta del este_____

punta del este__________

punta del este________

punta del este___________

Decidimos almoçar por ali e fomos conhecer o restaurante La Marea e logo após ali do lado fica a sorveteria Il Porto , tudo em um mesmo complexo, com a mesma bela vista proporcionada pelo La Mare.

il porto__

il porto____

il porto_

il porto___

O sorvete ali é muito bom, e vale muita a parada. E o sabor mais tradicional não podia ser outro, o de Doce de Leite.

Após essa atividade gastronômica, resolvemos voltar para a Playa Bikini para curtir a nossa ultima tarde de praia na cidade, já que no próximo dia estaríamos voltando para o Brasil.

playa BIKINI-manantiales

Mais uma noite estava chegando e o destino em mente era o Casino Conrad, mas devido a quantidade de transito em La Barra, resolvemos conhecer mais por ali mesmo.

Caminhamos e conhecemos algumas lojas e eis que resolvemos para jantar no Pura Vida, na verdade não foi uma escolha que digamos assim,  a dedo, era o que estava mais tranquilo.

vida 01

vida 02

Andando pela rua principal de La Barra, um prédio todo na cor vermelha chama a atenção, é o Pura Vida Restó 

O restaurante inaugurou em 2009, e o cardápio conta de chivitos a pescados.Não foi meu restaurante predileto no Uruguai, mas tem o seu charme. Um fato que achei bem estranho, pois em diversos sites tem ótimas indicações.

Gostei muito do atendimento, principalmente por estar com frio na noite que visitei o local, pois estávamos sentados na parte aberta do restaurante e eles me deram uma mantinha para esquentar as pernas.

Após uma bela ultima refeição na cidade de Punta del Este, seguimos ao nosso refugio, para dormir um pouco e seguir para Montevidéo e se despedir desse país maravilhoso, mas isso fica para o próximo post.

DIÁRIO DE VIAGEM: PUNTA DEL ESTE – OITAVO DIA

Dia após festa, vivemos como um local, começando as atividades próximo ao meio dia.

Acordamos e curtimos um pouco a piscina e mais tarde resolvemos ir almoçar no Parador da Praia Bikini, e para quem acompanha o blog sabe que sempre faço um post destinado a cada um dos lugares, mas sinceramente esse parador não merece assim tanta atenção, de verdade gente, o preço dele é alto e não é assim nenhum lugar maravilhoso, mas também não é um horror, o qual eu diga saia correndo.

Passamos a tarde curtindo a praia a agitação que ela nos proporciona.

casa 03

Mais uma noite em Punta del Este, e seguimos mais uma vez para a Rua do Porto. Ali ficam vários bares um do ladinho do outro, eis minha percepção:

  • Napoleão: mais conservador, familiar e um público mais velho;
  • Soho: descolado, tranquilo para um público 30/40 anos;
  • Moby Dick: o mais famoso e badalado, público de 25/35 anos, mas você encontra todas as idades.
  • Mambo Club: o espaço da galera bem jovem, faixa dos 20 anos embalados pelo som do reggaeton.

Mas antes de seguir para os bares, que tal uma paradinha para jogar?

Foi o que fizemos, fomos até o Cassino do Hotel Conrad e apostamos algum dinheirinho, e até ganhamos alguns pesos.

2016-01-04 16.37.34-4

2016-01-01 23.58.16

O hotel Corand é emblemático na cabeça de muita gente e transpira elegância e ostentação, como o carro todo envelopado.

2016-01-04 16.26.33

Dessa vez escolhemos o Soho, pois nessa noite não estávamos muito animados para festas e ali estava tocando uma música ao vivo tranquila, um clima bem gostoso.

O Soho oferece vários tipos de pratos, de sushi a hambúrgueres. E ali também é um ótimo lugar para ver a agitação dos seus bares vizinhos e quem sabe não anima para continuar a noite.

soho 01

Até o próximo post.




DIÁRIO DE VIAGEM: PUNTA DEL ESTE – SÉTIMO DIA

Dia 31 de dezembro, último dia do ano e como fechar melhor o ano em Punta del Este, do que dando um pulinho em Punta Ballena para conhecer a Casa Pueblo.

Sim, a famosa Casa Pueblo fica em Punta Ballena, município ao lado de Punta del Este, por isso muita gente fala que a Casa/Museu fica na cidade de Punta.

No dia acordamos meio que querendo praia, mas fomos fortes e fomos conhecer a atração, que do nosso hotel dava cerca de 40 minutos.

CASA PUEBLO_______________

Passeamos pela Casa Pueblo (conto mais dela aqui) e tiramos várias fotos para posterioridade hahahaha, voltamos para a Bikini Beach para poder curtir a piscina e a praia e também se preparar para a festa de Ano Novo.

OVO CLUB PUNTA DEL ESTE__

Como eu conto aqui, Punta del Este tem diversas festas de réveillon, mas nós escolhemos passar a virada na OVO Club, no Conrad Hotel, fato que fica para outro post para falar da nossa festa.

Até o próximo post!




ANO NOVO OVO CLUB – REVEILLON COOL

Escolher uma festa de réveillon eu não considero uma tarefa fácil, porque principalmente quando você está viajando em grupo você tem que agradar a todos.

E nessa decisão de onde passar a virada do ano em Punta del Este não foi diferente. As principais festas são uma pequena fortuna e por isso o medo de errar.

Eis que vemos no internet que ia rolar uma festa de réveillon na OVO Club. Algumas das coisas que analisamos:

  • No ano anterior passamos em Viña del Mar, na festa da balada Mancora no Enjoy Club (mesmo grupo do Conrad) e no mesmo prédio também estava sendo a festa da OVO, e como a nossa havia sido muito bacana (conto aqui) achamos que seria uma boa escolha;
  • A festa é no Conrad, quer algo mais emblemático em nossas mentes, que já penso no Amauri Jr. saltando na minha frente cantando ôôôô.
  • Custo x beneficio: entrei em contato com o gerente do club e ele me passou a seguinte informação:

OPEN BAR PREMIUM

CIROC – Johnnie Walker Black Label – Stella Artois – Energizante – Agua

OPEN FOOD

Volcano – Pincho de vieiras y calamares – Crocante sobre leche de tigre – Langostino en panko y semilla – Satey de lomo – Roll de pollo en alga Nori – Yakitori de Salmón – Mini pasteleria

1º LOTE: Mujer:U$150 / Hombre U$200

2º LOTE: Mujer:U$200 / Hombre U$250

3º LOTE: Mujer:U$300 / Hombre U$400

Dessa forma decidimos comprar a festa, outra dica: a festa vendia em dois sites: Blueticket (que é brasileiro) e Reduts (site uruguaio). Mesmo contando com o valor de IOF era mais vantagem a compra no site Uruguaio, o qual dava uma diferença de cerca de 200 reais (já convertendo).

Vamos agora para a festa em si:

OVO CLUB PUNTA DEL ESTE_

Chegamos no OVO por volta das 23h e o espaço estava meio vazio, mas ali na parte do Sushi Bar (que é na frente do club) estavam servindo o coquetel e as bebidas (a qual tinha um plus nessa pré festa, o qual era servido Chandon). Nós não fizemos nenhuma ceia antes de ir para festa, pois pelo e-mail que recebemos, pensamos que teria uma mesa para nós nos servir, mas não era assim, sendo que algumas mesas, com algumas pessoas “especiais” traziam pratos completos.

Na chegada da meia noite saímos para a frente do hotel, para ver a queima de fogos, o que nos primeiro minutos é muito desanimador, se você esta esperando estilo Copacabana, mas o Conrad deixa todo mundo gastar seus fogos, para então enfim soltar o seu show (mas também ainda não chega a ser os padrões brasileiros de foguetório… hahahahaha)

OVO CLUB PUNTA DEL ESTE__

Retornando para a festa tipo o tal serviço open food estava sendo encerrado. Confesso que na minha cabeça seria a noite inteira (em todos os relatos de festas em Punta del Este, este é um problema, o open food, nunca é o prometido). A bebida sim era open-bar, a qual o primeiro instante quando entramos no espaço do OVO Club teve um pequeno problema, pois queriam que as pessoas que tinham o sistema open bar (descobrimos que venderam ser sem open bar) ficassem somente no espaço na frente do bar para consumir as bebidas, algo que durou pouco tempo essa “palhaçada”.

Mas Thaís, e a festa?

OVO CLUB PUNTA DEL ESTE

Gente o club é lindo, e os djs super legais, mas não vai esperando que você vai ouvir um mashup de vários ritmos musicais; ali reina a música eletrônica.  No meio da noite é alternada com apresentação de bailarinas e acrobatas e nos divertimos horrores.

Fomos embora cerca das 6 da manhã e até esse horário a bebida estava ali presente e de boa qualidade.

De um modo geral a festa foi muito legal e nos divertimos muito!




« Older posts